12 de abril de 2022

Nerd Cult News

O seu blog preferido de Cultura Pop

Crítica | As Trambiqueiras: Comédia retrata o sistema de consumo americano

2 min read

O novo longa de comédia da Amazon Prime Vídeo, As Trambiqueiras, traz Kristen Bell como a ex-atleta Connie, que aplica um golpe no sistema de consumo americano.

Baseado em fatos reais,  o longa acompanha Connie (Kristen), um ex-atleta que vive com dificuldades financeiras, tem o sonho de ser mãe e é viciada em cupons de descontos. E Kirby Howell-Baptiste, como Jojo Johnson, melhor amiga de Connie, também falida e com muitas ambições de fama e sucesso. Além das amigas que protagonizam a história, o elenco ainda conta com Vince Vaugh, como um agente de inspeção postal que investiga a dupla e Paul Walter Hauser como o inspetor de supermercado Ken, que é o primeiro a suspeitar do problema e convence o agente Simon (Vince) a investigar as mulheres.

Todo o enredo é bem cômico e peculiar, trazendo uma história absurda que tornou duas mulheres comuns em milionárias em pouco tempo. Kristen Bell entrega mais uma personagem engraçada, com uma história interessante por trás e consegue não só convencer com suas interpretações, como conquistar a simpatia de quem a assiste, independente do seu papel.

A trama é simplista, chegando a ser momentaneamente confusa, mas engata entrega uma história decente. As duas amigas viciadas em promoções e descontos, percebem que as empresas costumam dar cupons gratuitos aos clientes que reclamam por algum motivo de seus produtos. Ao descobrir essa possibilidade Connie e Jojo vão atrás da empresa responsável por coletar e descartar tais cupons e conseguem criar um esquema para desviar cupons que seriam descartados e começam a vendê-los online. Logo o negócio explode e além de ganharem muito dinheiro com a idéia, as meninas despertam a ira das empresas, que sem saber do esquema, se desesperam para descobrir a fraude. Apenas quando Ken e o agente Simon se envolvem é que conseguem chegar até elas.

Jojo e Connie celebrando o “negócio” bem sucedido

As partes mais cômicas do longa são as interações das amigas com pessoas de comportamento duvidoso e até a hacker Tempe Tina (Babe Rexha), o que acaba acontecendo com muita sátira e um pouco de referência aos filmes que retratam tais cenas como tensas e perigosas, mas as protagonistas exploram das obviedades e ao ridículo a que são submetidas.

No fim da história, quando são pegas e julgadas, as amigas não perdem quase nada da fortuna que criaram e são penalizadas com pouco tempo de prisão, encerrando com uma crítica indireta as grandes marcas, que preferem “passar pano” e proteger suas reputações, ao invés de serem expostas a seus erros e estratégias comerciais, que beiraram os 100 milhões de dólares em prejuízos nacionalmente, para cada conglomerado.

Nota 06.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Uma empresa criadora de conteúdos nerds e agora também um clube de assinatura.