31 de agosto de 2022

Nerd Cult News

O seu blog preferido de Cultura Pop

Análise | Tekken Bloodline entrega um vislumbre de qualidade, mas poderia ter sido melhor

4 min read

Tekken Bloodline foi lançada recentemente na plataforma na Netflix, uma animação adaptada do clássico game de luta, Tekken, e nos traz uma ótima e agradável experiência em 6 episódios de 20 minutos, que não perdem tempo em contar a história que precisa ser contada.

A Trama

Jin Kazama e sua mãe Jun Kazama.

A história foca no personagem Jin Kazama, que é o protagonista dos jogos e também da animação, algo que não é nada novo. Após ver sua mãe ser morta por um demônio, ele sai em procura de seu avô Heihachi Mishima, que acaba aceitando ele para treinar, mas que ele deveria dar muito suor, sangue e a vida se assim for necessário. Assim, quatro anos mais tarde, um novo torneio se inicia, e seu objetivo é vencer para efetuar sua vingança.

Sobre a Série

A série apesar de ter uma história muito boa e rápida, a animação ainda é uma coisa que divide críticas, sendo elas boas ou ruins. A insistência em misturar os elementos em 2D e CGI é algo que não agrada em nada, mas que acaba sendo bem aproveitada por causa da fluidez das cenas decorrentes e da história que segue bem, ainda sim, iria preferir uma animação totalmente em 2D, mas isso é uma escolha pessoal.

A trama, como já foi descrita, é simples e direta, sabendo muito bem se utilizar do tempo que tem, mas, ainda assim teve um momento que eu fiquei muito triste em não ter visto, tudo por causa desse curto tempo de episódios e da trama acelerada. Durante as lutas do torneio, o foco foi em cima de Jin Kazama, algo totalmente compreensivo, além de alguns outros personagens como Paul Phoenix, Hwoarang, Ling Xiaoyu e King II, que também tiveram algumas de suas lutas apresentadas. Porém, as demais lutas foram mostradas apenas por quem venceu, deixando um sentimento de faltou alguma coisa ali. Um exemplo claro foi o combate entre o Marshaw Law, um dos personagens mais icônicos de Tekken, contra Julia Chang, porém apenas foi mostrado que ela venceu ele, frustrando totalmente a expectativa em cima luta.

Hwoarang vs Jin Kazama durante o Torneio do Punho de Ferro.

Assim foi durante boa parte do torneio, colocando um ritmo acelerado entre as lutas para definir os finalistas. Entretanto, apesar dessa perda de lutas, as que tivemos foram sensacionais, fazendo muitas referências aos jogos. Os movimentos dos personagens eram clássicos, dando a sensação de que estávamos jogando a animação, por várias vezes me peguei falando os comandos dos golpes e eles se realizando na tela, não teve um golpe que não tenha sido, de maneira brilhante, esquecido pela produção.

Destaque também para os brilhos dos golpes, das defesas, dos raios quando o personagem atingi o foco de combate no extremo, podendo dar golpes ainda mais poderosos.

Os personagens foram muito bem direcionados em suas tramas próprias, ou em seus perfis emocionais demonstrados nos episódios. Exemplo disso, é o protagonista Jin, que é um rapaz sério e que pretende se vingar do mal que caiu sobre sua vida, mas em nenhum momento ele deixa de ser um jovem bom de coração quando termina suas lutas.

King II vs Paul Phoenix.

Todos os personagens são nostálgicos e me levou para os jogos da série, algo que me deu muita vontade de voltar a jogar todos os jogos da franquia (acho que farei isso agora).

O final da série deixou claro que teremos possivelmente uma 2ª temporada, mas faço um pedido para os produtores. Sejam mais agressivos e criativos, mostrando todas as lutas entre todos os personagens que estiverem na série, e assim agradando ainda mais os fãs e o público novo que queira conhecer essa franquia. Além de dar uma alongada na trama, deixando algo mais complexo e interessante, fazendo todos pensarem mais sobre ela, não deixando essa sensação de “faltou”. Claro, isso tudo sem perder a qualidade que nos foi apresentada.

Conclusão

Se você quer ter uma experiência de uma animação com boas lutas e está querendo assistir algo curto e rápido, Tekken Bloodline é uma boa pedida para você que curte esse estilo de produção. Com ótimas lutas, ótima trama, gráficos descentes e personagens interessantes.

Nota: 9

Assista ao trailer:

Saiba mais:

Netflix anuncia nova animação de Tekken: Bloodline; assista ao trailer

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Uma empresa criadora de conteúdos nerds e agora também um clube de assinatura.