2 de junho de 2022

Nerd Cult News

O seu blog preferido de Cultura Pop

Pride Month | Bloom Into You: O florescer de sentimentos e a auto descoberta

2 min read

Bloom Into You (Yagate Kimi ni Naru) é um mangá de Nakatani Nio, que retrata a construção do relacionamento entre duas garotas. A obra ganhou um anime em 2018 e, no Brasil, o mangá começou a ser publicado pela editora Panini em 2021.

O mangá possui 8 volumes, sendo que o oitavo já está em pré-venda. Já o anime possui 13 episódios e teve sua estreia em 2018.

Bloom Into You

Na obra acompanhamos Koito Yuu, que é uma jovem do primeiro ano do ensino médio que é apaixonada por shoujos shoujos são mangás que abrangem bastante o tema de romance — e, por conta disso, ela sempre teve uma ideia de como seria ser especial para alguém, como seria amar e ser amada por alguém, mas, no entanto, ela nunca se sentiu dessa forma por ninguém.

Ela acaba entrando para o clube do conselho estudantil e conhece então Nanami Touko, uma garota do segundo ano e à primeira vista ela a vê não correspondendo os sentimentos de um garoto e o rejeitando de uma forma madura, então ela resolve pedir conselhos para essa garota que, aparentemente, é como ela e também é “incapaz de se apaixonar”.

Porém Nanami acaba se apaixonando por Yuu e revela esses sentimentos para ela, Yuu volta a se sentir sozinha e incapaz de amar novamente, mas vai descobrindo sobre esses sentimentos aos poucos. ⠀⠀⠀

Bloom Into You

Bloom Into You é uma obra muito sensível quando se trata de sentimentos, pois a construção da relação entre as duas personagens acontece de forma lenta, dando a devida atenção a auto descoberta que cada uma das duas passa.

É muito bonito ver as personagens entendendo aos poucos o que sentem e se descobrindo, além de ser muito bom ver o sentimento florescendo entre as duas, apesar de ser um tema “clichê” a obra consegue te prender e deixar fascinado e tudo isso vem da forma simples e leve com que os temas importantes são desenvolvidos.

A obra lida com a busca pela aceitação, mas não somente de outras pessoas, o foco principal é a busca pela auto aceitação, são personagens que precisam se entender e lidar com suas próprias questões e limitações e ser quem realmente são, se livrando das máscaras.

A forma como a obra lida com todas as questões que somos apresentados é bastante real, comovente e bem trabalhado. É um enredo simples e clichê, mas que por trás de todo esse enredo normal, possui uma grande história de evolução, empatia e aceitação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Uma empresa criadora de conteúdos nerds e agora também um clube de assinatura.