21 de março de 2022

Nerd Cult News

O seu blog preferido de Cultura Pop

Crítica | Doze é Demais: Disney entrega nova geração no melhor estilo 2022

2 min read

O novo longa da Disney+ é um remake do filme de 2003, porém repaginado nos moldes de 2022. A família Baker nunca esteve tão moderna. Composta de dois pais divorciados que se casam e aumentam a família, o grupo conta ainda com filho adotivo, pets e os pais dos relacionamentos anteriores.

A nova abordagem é curiosa e um tanto contemplativa, pois abraça os mais diversos temas em uma história familiar leve e divertida.

Questões importantes em meio ao riso

Zach Braff interpreta o pai de todos, Paul Baker, e Gabrielle Union a mãe, Zoey Baker. Por se tratar de um casal inter-racial, é muito interessante como o enredo faz questão de abordar e alfinetar a sociedade, que se diz inclusiva mas esconde preconceitos em micro agressões à matriarca e seus filhos pardos.

Além disso, eles tentaram trazer também um pouco de representatividade a história ao incluir uma personagem com deficiência física como parte do clã Baker, que em momento nenhum é tratada com diferença ou chamada a atenção para sua desabilidade. Mesmo com esse movimento inclusivo, a produção foi parcialmente assertiva, pois mais uma vez preferiu escalar uma atriz sem desabilidades (Caylee Blosenski) ao invés de buscar uma pessoa da área, que pudesse realmente adicionar aos acertos inclusivos da história.

Uma trama nada complexa

A história como um todo é bem simplista e rápida. Paul e Zoey comandam a família e um negócio alimentício de sucesso em Los Angeles e contam com a ajuda de seus filhos mais velhos também. Ao apresentar uma receita secreta de um molho muito especial, Paul conquista um grupo de investidores, que aceita escalonar seu negócio e investe muito dinheiro em sua ideia. Com isso Paul e Zoey mudam para um condomínio de luxo e conseguem melhorar exponencialmente a vida de todos. Porém a mensagem que o filme passa é que o dinheiro não vence tradições, nem simplicidade e que no fim, ninguém fica feliz com as mudanças e todos os problemas que surgem na nova vida. Tudo isso em meio a brigas escolares, rebeldias desenfreadas, viagens longas do pai, que passa a se ausentar mais e mais por conta do novo negócio e do desgaste sofrido pela mãe, ao lidar com as “dondocas” do novo bairro.

Ao fim da história, quando tudo parece que dará ainda mais errado, eles repetem a fórmula do clássico que o inspirou e se juntam para resgatar um de seus membros, que foge de casa e com isso, decidem voltar para seu antigo bairro e retomar suas vidas como eram anteriormente.

O saldo dessa história é positivo no fim das contas e abre boas possibilidades para novos capítulos. entrega o que se propõe, com leveza e respeito ao clássico que o inspira, nota 06.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Uma empresa criadora de conteúdos nerds e agora também um clube de assinatura.