18 de maio de 2022

Nerd Cult News

O seu blog preferido de Cultura Pop

Crítica | O Poder e a Lei não é apenas mais uma série criminal para os fãs do gênero

2 min read

Lançado recentemente na Netflix, O Poder e a Lei é uma série criminal que mistura as fórmulas de Suits e Lucifer em uma narrativa empolgante, ambientada na ensolarada Los Angeles, em vários cenários — que inclusive foram usados em Lucifer.

A série é baseada no filme de mesmo nome de 2011, que trouxe Matthew McConaughey no papel do protagonista Mickey Haller, um advogado criminal que resolvia crimes impossíveis diretamente de seu carro.

Matthew no filme em 2011

No protagonismo da série, um advogado em conflito com um dom para o sucesso, tenta retomar sua carreira após uma longa luta contra o vício em drogas. Nesse interim, a morte inesperada de um velho amigo de profissão — Jerry — o coloca de volta ao jogo quando todos os casos do falecido são direcionados a ele.

Entre anônimos e pessoas poderosas, Mickey Halley (Manuel Garcia-Rulfo) precisa dar conta e provar que ainda é capaz de fazer acontecer nos tribunais e provar inocentes e culpados a cada sessão que participa. E nesse quesito, cada episódio é um show a parte para quem assiste e gosta de todos os ritos e jargões judiciais que uma série desse gênero pode oferecer.

Os episódios são bem amarrados e escritos com muita sagacidade, o elenco não é estelar mas entregam muita qualidade a cada episódio e uma ótima química. A série já tem toda sua primeira temporada disponível na plataforma e entrou rapidamente no top 10 dos mais assistidos no final de semana da Netflix, provando que a receita serve e ainda atrai espectadores. Que esse sucesso seja suficiente para que a história possa florescer ainda mais e ganhar outras temporadas, com mais casos impossíveis para Mick e sua equipe resolver.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Uma empresa criadora de conteúdos nerds e agora também um clube de assinatura.