8 de agosto de 2022

Nerd Cult News

O seu blog preferido de Cultura Pop

Quem é Galadriel? Conheça protagonista de O Senhor dos Anéis: Os Anéis de Poder

9 min read

Com a série O Senhor dos Anéis: Os Anéis de Poder chegando ao catálogo do Prime Video, muitos estão tentando saber mais e mais sobre a obra, os personagens, cultura, simbologia, a própria Terra-Média e muito mais. Mas a principal dúvida de muitos que vem falar com a gente é a seguinte, afinal, quem é essa tal de Galadriel?

Antes de começarmos, fique por dentro do que rolou até agora sobre a série:

Anéis de Poder | Novo trailer levanta o hype do público e alavanca as teorias para a série

Galadriel, a Princesa dos Noldor

Não há dúvidas que Galadriel foi alguém de extrema importância dentro de Arda, e por seus milhares de anos vivendo sobre a Terra-Média, ela acabou se destacando e se colocando como uma das mais poderosas elfas de todo as eras. Por ser uma das criaturas mais antigas, seu conhecimento era vasto, tendo ciência sobre diversos assuntos, histórias e momentos vividos com o passar do tempo, além de claro, possuir um dos 3 anéis élficos de poder, o Nenya.

J.R.R. Tolkien, via na Galadriel a beleza personificada, o vasto conhecimento de seu povo e do mundo, e seu poder grandioso que havia domado com o passar do tempo. Para ele, ela não era apenas um personagem solto na história, ela era uma das chaves para tudo, a enciclopédia e a narradora dos acontecimentos da Terra-Média, alguém que viveu para passar seu conhecimento e ver como tudo acabaria.

Ela era conhecida por inúmeros nomes, assim como tantos outros elfos, afinal, viver por muitos anos, atravessando diversas eras, era algo que poucos vivenciaram, assim, era comum outros nomes (títulos) serem dados para tais como Galadriel:

  • Alatáriel;
  • Artanis;
  • Nerwen;
  • Princesa dos Noldor;
  • Senhora de Lórien;
  • Senhora de Lothlórien;
  • Dama da Luz;
  • Senhora da Magia;
  • Senhora dos Galadhrim.

Origem e seu caminhar perante as eras

Sua Origem começa no ano de 1362 da 1ª era das árvores, no extremo oeste de Valinor, no continente de Aman. Filha caçula de Finarfin, Príncipe dos Noldor e de Eärwen, sua mãe. Seus irmãos eram Finrod, Angrod e Aegnor, e seu avô era Finwë, o Rei dos Elfos.

Ela tinha o poder de ver além da mente das pessoas, podendo julgá-los de forma justa, mas em seu tio Fëanor, ela apenas via escuridão. Ele era o elfo mais importante durante essa era, sendo o líder da rebelião dos Noldor e praticando o Fratricídio, ou seja, matando membros de sua família para poder ir até a Terra-Média para derrotar Melkor e recuperar as Silmarillion. Foi um dos momentos mais conturbados e cruéis dentre as histórias dos elfos.

Galadriel estava presente nesse dia, viu tudo e participou da rebelião, entretanto, não conseguia cometer o mesmo crime, então apenas uma cúmplice se tornou. Mas seu anseio de conhecer a Terra-Média era maior, de tanto ouvir Fëanor e suas histórias sobre aquelas terras, ela o ajudou fugindo para lá, assim tendo em seu pensamento, o poder de governar seu próprio reino.

Após viajar por muito tempo, vendo batalhas sendo travadas e sofrimento de seu povo, ela acabou alcançando o reino de Thingol em Menegroth, seu tio-avô por parte de mãe, irmão de Olwë. Lá ela viveu por algum tempo, fazendo parte da corte por causa de sua linhagem.

Em Doriath, ela acabou conhecendo Celeborn, um parente de Thingol. Nesse mesmo período ela mais viajava, do que ficava parada em um único lugar, afinal, sua curiosidade e anseio para obter um lugar como seu, era muito mais importante. Ela seguia para o sul várias vezes para visitar seu irmão, Finrod, em seu reino de Nargothrond, onde passou a viver.

Durante essa 1ª era, Galadriel acabou não fazendo parte nas principais guerras, já que seu objetivo não era esse, mas sim encontrar seu reino.

Após o término da 1ª era, Galadriel junto de Celeborn, seguiram para o leste, e seu primeiro ponto de parada foi Lindon, onde governaram um grupo de elfos ao comando direto de Gil-galad, o Grande Rei dos Noldor nesse período. Juntos, eles tiveram uma filha chamada Celebrían, que acabou se casando com Elrond mais tarde.

Anos mais tarde voltaram a seguir para o leste, estabelecendo o reino de Eregion, onde governaram por muitos anos. Nesse local, o reino se manteve próspero, tendo um comércio aberto e direto com os anões. Suas fronteiras eram as Montanhas Nebulosas a leste e perto de Khazad-dûm, o que facilitava e muito a união entre os elfos e os anões. Eles também chegaram a conhecer um assentamento Nandorin no vale do Anduin, mais tarde conhecido como Lothlórien, além das montanhas.

Durante esse período, ela se tornou muito ativa dentro dos acontecimentos da 2ª era, sendo muitas vezes diplomata e conselheira dentro de seus povos. Assim, alguns anos depois, ela junto de seu marido, acabaram tendo para si Lothlórien, onde reinou até o fim de seus tempo na Terra-Média.

A partir desse momento é que as coisas voltaram a ficar nebulosas e preocupantes dentro do mundo, quando o Maia Mairon, “o Senhor dos Presentes”, guiou Celebrimbor, um elfo artesão renomado, a criar os Anéis de Poder (momento esse que será remetido pela série da Amazon). Nesse momento, temos Galadriel desconfiando das atitudes desse Maia que havia chegado do nada e convencido alguns Noldor de que ele era uma pessoa boa e que pretendia ajudar criando belos presentes para o reino dos elfos. E isso, acabou se justificando, quando após a criação e decorrências de certos eventos, foi descoberto que era Sauron, o Senhor do Escuro e braço direito de Melkor.

Galadriel e Celebrimbor acabaram se sentando para decidir o que fazer, e em meio as desconfianças e o mal que estava por vir, foi criado os três dos elfos, criados para combater o mal, e para ela ficou o Nenya, o Anel da Água. Entretanto, sabendo que Sauron tinha total poder sobre os anéis criados, menos os 3 dos elfos, ela preferiu não usa-lo, considerando que seria uma arma a favor do inimigo, assim a Dama da Luz, ficou o período inteiro até a queda do Senhor do Escuro sem usar o anel.

Assim, quando tudo havia acabado, e Sauron tendo sido derrotado, ela o usou para proteger seu reino e suas fronteiras, pois os poderes de seu anel eram proteção, preservação e ocultação do mal, fazendo com que se torne um último abrigo para aqueles que desejam a paz.

Agora, durante a 3ª era, sua filha Celebrían havia casado com Elrond, tendo 3 filhos, Elladan, Elrohir e Arwen, todos netos diretos de Galadriel. Pouco se sabe o que veio acontecer durante alguns vastos séculos nessa era com ela e seu marido, mas após a formação do Conselho Branco, ela colocou seu poder em oposição a Sauron, dando inicio a mais uma batalha.

A invasão de Balchocth, ela forneceu ajuda a Eorl, e aos Éothéod na forma de uma névoa branca que os protegeu dos males de Sauron em Dol Guldur, assim como da visão dos inimigos, deixando eles totalmente livres para cavalgarem sem ser percebidos, indo direto à Batalha do Campo de Celebrante. Esses cavaleiros acabaram se tornando posteriormente os Rohirrim.

Vale ressaltar que temos uma produção animada em andamento sobre o reino dos cavaleiros:

Anime de Senhor dos Anéis ganha primeira imagem e revela seu elenco de dublagem

A Guerra do Anel

Chegando em um ponto crítico da 3ª era, onde as forças dos povos livres mais uma vez se viram ameaçadas pelas forças do Senhor do Escuro, Galadriel teve participação estratégica em diversos momentos, sendo o primeiro daqueles a conceder um abrigo seguro para os membros da Sociedade do Anel, após a fuga desastrosa das Minas de Moria.

Galadriel – O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel.

Foi nesse momento que ela acabou se colocando a prova após pedir que Frodo espiasse em seu Espelho d’Água, permitindo vislumbrar possíveis eventos futuros. Ela foi testada quando o pequenino acabou a oferecendo para colocar o Um Anel, dando a ela um poder além do comum, nesse momento ela profetizou as seguintes palavras:

“No lugar do Senhor do Escuro, teria uma rainha, não escura, mas bonita e terrível como o amanhecer, traiçoeira como o mar, mais forte que as bases da terra. Todos deverão me amar e se desesperar!”

O Senhor dos Anéis – A Sociedade do Anel.

Além disso, foi ela quem acabou encontrando Gandalf no pico de Celebdil, onde ela convocou Gwaihir para resgata-lo, e foi ela quem cuidou da saúde do Maia, vestindo-o de branco, simbolizando seus status como o novo líder da ordem, dando assim uma nova esperança para os povos livres e as batalhas por vir.

Ela também enviou uma mensagem para Aragorn sobre os Caminhos dos Mortos, e mensagens para os Rangers do Norte, levando ao sul da Companhia Cinzenta, dando um passou gigante e afrontando as investidas de Sauron.

Tendo visto isso, o Senhor do Escuro acaba atacando por três vezes as fronteiras de Lórien, tentando quebrar o poder que aquelas terras tinham dentro do tabuleiro de xadrez que havia se formado, mas os exércitos de Dol Guldur foram repelidos devido à coragem dos elfos e ao pode do anel de Galadriel.

No fim da guerra, após a queda de Sauron, ela juntamente com Thranduil da Floresta das Trevas, marcharam até a última fortaleza ainda de pé em Dol Guldur, onde aplicaram o golpe final derrubando suas muralhas e limpando os corredores, colocando um ponto final as criaturas das trevas.

Por fim, ela viajou até Minas Tirith para o casamento do Rei Aragorn e Lady Arwen, sua neta, para enfim ver a luz dos povos livres voltando com o poder da união entre um humano e uma elfa. Agora, com o fim dessa era, ela e os demais restantes de seu povo, viajaram para os Portos Cinzentos, juntamente com os Portadores do Anel restantes, Bilbo e Frodo, e finalmente deixou a Terra-Média e um navio que os levaria para às Terras Imortais de Aman, retornando para o local de sua origem e nascimento.

Curiosidades

Seus poderes são algo que para muitos é complexo de mais para entender. Segundo Elrond, os poderes que Galadriel possuem vão além da compreensão, trazendo dúvidas às mentes dos habitantes não-élficos da Terra-Média, mas acima de tudo, trazendo uma luz no fim do túnel, mesmo sendo algo difícil de explicar.

Uma de suas habilidades é a comunicação telepática, se assim podemos usar como um termo. Basicamente ela se comunica com os outros através de pensamentos. Durante sua viagem a Minas Tirith, ela usa ele para conversar com Elrond e Gandalf, demonstrando com mais clareza o funcionamento. Já durante os filmes O Senhor dos Anéis, ela se comunica com Elrond, deixando visualmente claro o poder que ela tem, assim como fez com Gandalf no filme do Hobbit.

Além de seus poderes mágicos, ela também era muito sábia e inteligente, algo que se mostra durante todos os períodos da 2ª era em diante. Por conta disso, ela foi uma das poucas que não foram enganadas por Sauron durante a criação dos Anéis de Poder, sugerindo a Celebrimbor para esconder os Três Anéis Élficos.

Cate Blanchett e Morfydd Clark, protagonizando a personagem Galadriel.

Ela foi uma das três únicas personagens a participar de todos os filmes da franquia, dando a entender a importância de seu personagem em toda a obra. Lá ela foi interpretada pela brilhante atriz Cate Blanchett, e acabou se tornando alguém muito importante dentro da cultura pop.

Agora ela será interpretada por Morfydd Clark, uma jovem atriz que se mostrou pronta para o papel. Porém, ainda precisamos ver ela durante os episódios, mas pelos trailers, já encantou e muito a comunidade Tolkien, deixando claro que a personagem realmente está em boas mãos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Uma empresa criadora de conteúdos nerds e agora também um clube de assinatura.