26 de novembro de 2021

Nerd Cult News

O seu blog preferido de Cultura Pop

Mangás nacionais que você deveria conhecer

3 min read
Hoje iremos indicar algumas obras produzidas por autores nacionais que criam mangás ou quadrinhos com uma pegada mais oriental. Todos listados abaixo são extremante talentosos e suas obras são repletas de sentimentos que são transmitidos através de palavras e de uma arte muito bonita.
É imensamente gratificante poder acompanhar a conquista de pessoas que estão tão pertinho de nós, existem diversas obras nacionais incríveis e espero que falando um pouquinho sobre algumas mais pessoas possam se interessar e conhece-las.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Tools Challenge (Max Andrade)

No mangá temos um mundo onde todos nascem com uma ferramenta e alguns tem a sorte (ou a grande maldição) de nascer com uma ferramenta especial e são nomeadas de “série ouro”. Os série ouro possuem uma ligação extremamente vital com a ferramenta que nasceram e não podem viver mais de 15 anos longe delas. Raion, o nosso protagonista, é um série ouro que teve sua ferramenta roubada no nascimento e hoje a apenas alguns meses de completar 15 anos e já conformado com a morte, ele descobre que sua ferramenta está com um homem participante e vencedor do torneio ilegal de lutas, o “Tools Challenge”, tendo a chance de viver, Raion se inscreve no torneio. ⠀⠀⠀
 
Acompanhar a história de Tools Challenge é uma verdadeira jornada, em que você se coloca junto com os personagens, sentindo as raivas, frustrações e emoções que ambos sentem.

Aquela pequena e doce fada mortífera em nosso caminho (Raphael Munhoz)

Esse mangá nacional de título tão peculiar quanto o enredo traz a história de um mundo completamente diferente, porém cheio de perigos. Para eliminar o mal que vive assolando os diversos lugares, mercenários são contratados e assim como qualquer mercenário de qualidade, eles efetuam qualquer tipo de serviço em troca de recompensas. Então, acompanhamos o mercenário Aurum e seu “companheiro”, Koloss, que é um ciborgue que teve seu corpo reconstituído de forma errada (a cabeça é ao contrário), ambos acabam esbarrando com uma fada, que juntando seus poderes com o humano Aurum, é capaz de se transformar em qualquer arma, sendo essa útil ou não.
 
A leitura é tão divertida e gostosa que flui de forma rápida, deixando aquele famoso gostinho de “quero mais”. Os personagens são tão carismáticos que te conquistam logo de cara e o enredo é bem dinâmico, trazendo diversas aventuras cômicas.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Ritos de passagem (Lucas Marques)

A HQ nos conta a história de Ítalo e Érika, que são grandes amigos, ambos estão indo pela primeira vez para a escola e fizeram a promessa de que seriam irmãos para sempre, mas tendo que conviver com outras crianças e com todas as diversidades de um ambiente escolar, cumprir essa promessa talvez não seja assim tão fácil.
 
Todo o enredo da HQ é extremamente nostálgico e nos faz viajar no tempo, para aquela mesma época em que estávamos descobrindo o mundo, das brincadeiras incrivelmente divertidas e até mesmo, daquelas meio idiotas, que viemos a nos arrepender depois. Acompanhar a amizade da Érika e do Ítalo nos faz pensar em tudo que passamos e das decisões que tomamos.

Rhazen (Fernando Huega)

À primeira vista temos Takuto, um jovem que vive como prisioneiro e faz parte de uma equipe de vigilância, que procura pessoas perigosas pelo mundo. Podemos ver um pouco sobre a Echelon, uma organização não militar e antiterrorista, onde Tak atua. Pensando em finalmente conquistar a liberdade, ele acaba entrando infiltrado, através de um convite, em um torneio do submundo, nomeado de Black Market, onde 32 pessoas lutaram até restar apenas uma.
 
Somos apresentados a uma série de informações, que requerem bastante atenção para não perder nada de importante. Apesar de ainda ter inúmeras dúvidas sobre tudo o que está acontecendo, Rhazen consegue manter aquela sensação de “caramba, preciso descobrir logo o que vai acontecer”, a todo o momento da leitura.
O mangá possui capa dura, com códigos criptografados na contra capa. O fato de ser misterioso não é brincadeira aqui não, além de vir em uma caixinha toda trabalhada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Uma empresa criadora de conteúdos nerds e agora também um clube de assinatura.