10 de março de 2022

Nerd Cult News

O seu blog preferido de Cultura Pop

Crítica | Vikings: Valhalla – Um legado polêmico

2 min read

Quando o History Channel criou a série Vikings, em 2013, pelas mãos de Michael Hirst, a intenção era retratar as explorações dos povos vikings e o que seria um conto histórico, tornou-se também um fenômeno mundial.

A saga de Ragnar Lothbrok e Lagherta em busca do novo, os levaram a batalhas épicas e recontaram a história de origem da língua inglesa e de muitos países que formam o que seria a Europa atualmente. Não à toa que Ragnar foi considerado um dos maiores guerreiros e exploradores de todos os tempos. Sua série chegou ao fim em dezembro de 2020, mas deixou espaço para que outras histórias fossem contadas.

Seus produtores não perderam tempo e garantiram uma nova geração de Vikings no derivado Valhalla, história que se passa cem anos depois dos feitos de Ragnar e traz seus descendentes e daqueles que conviveram com ele, tentando sobreviver em suas novas realidades. Porém, o foco desse derivado é nos irmãos Leif e Freydis Eriksson, que chegam em Kattegat em busca de vingança e precisam se provar constantemente para serem aceitos.

Freydis e Leif

Pontos positivos do derivado

  • As raízes de sua produção original se mantém, mesmo com uma narrativa e elenco completamente renovados;
  • As referências históricas e os feitos de sua inspiração agradam quem assiste;
  • As transformações religiosas e a miscigenação refletem os sonhos e planos de Ragnar;
  • Mesmo um século a frente, as batalhas continuam sangrentas e bem boladas.

Pontos negativos do derivado

  • Inconsistências históricas, mas que afetam apenas os super detalhistas e fanáticos da série, como a história do pai dos protagonistas que viveu e morreu durante sua série original, muito antes do que seria possível deles terem nascido;
  • A história pode soar um tanto desgastada para quem acompanhou o original, porque é de fato uma continuação, no mesmo estilo e proposta.

A série como um todo funciona muito bem e consegue desenvolver personagens, fluir na narrativa e conectar histórias. As trajetórias dos protagonistas, apesar de divididas, se reencontram de tempos em tempos e essa primeira temporada se consagra como mais um derivado de sucesso.

E com isso, a série já ganhou uma segunda temporada, que deverá começar a ser produzida na segunda metade de 2022, mas ainda sem previsão de estreia na Netflix.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Uma empresa criadora de conteúdos nerds e agora também um clube de assinatura.