3 de fevereiro de 2022

Nerd Cult News

O seu blog preferido de Cultura Pop

Conheça a lista completa de indicados do BAFTA 2022

5 min read
BAFTA 2022

Com a aproximação da reta final da temporada de premiações, chegou a hora do anúncio dos dois principais prêmios do cinema, o British Academy Film Awards (BAFTA) e o Oscar. Enquanto o Academy Awards só terá seus indicados anunciados na próxima terça-feira (8), hoje foi o dia de conhecer os nomes do BAFTA.  A maior premiação do cinema britânico acontecerá no dia 13 de março.

Entre os indicados, Duna, Ataque dos Cães e Belfast são as produções com mais indicações — tendo, respectivamente, 11, 8 e 6 nomeações. Os três longas já haviam aparecido em outros prêmios como os favoritos e as novas indicações só reforçam suas chances no Oscar. No entanto, muitos nomes esperados ficaram de fora da lista. Para saber quem entrou e quem ficou de fora, confira a lista de indicados:

 

Melhor filme:

  • Belfast;
  • Não Olhe para Cima;
  • Duna;
  • Licorice Pizza;
  • Ataque dos Cães.

 

Melhor filme britânico:

  • After Love;
  • Ali & Ava;
  • Belfast;
  • Boiling Point;
  • Cyrano;
  • Todos Estão Falando Sobre Jamie;
  • Casa Gucci;
  • Noite Passada em Soho;
  • 007: Sem Tempo para Morrer;
  • Identidade.

 

Melhor estreia como diretor, roteirista ou produtor:

  • Aleem Khan (diretor e roteirista), por After Love;
  • James Cummings (roteirista) e Hester Ruoff (produtor), por Boiling Point;
  • Jeymes Samuel (diretor e roteirista), por Vingança & Castigo;
  • Posy Dixon (diretora e roteirista) e Liv Proctor (produtor), por Keyboard Fantasies;
  • Rebecca Hall (diretora e roteirista), por Identidade.

 

Melhor filme em língua não inglesa:

  • Drive My Car;
  • A Mão de Deus;
  • Mães Paralelas;
  • Petite Maman;
  • A Pior Pessoa do Mundo;

 

Melhor documentário:

  • Becoming Cousteau;
  • Cow;
  • Flee;
  • The Rescue;
  • Summer of Soul (…ou, Quando a Revolução Não Pode Ser Televisionada).

Melhor animação:

  • Encanto;
  • Flee;
  • Luca;
  • A Família Mitchell e a Revolta das Máquinas.

 

Melhor direção:

  • Aleem Khan, por After Love;
  • Ryûsuke Hamaguchi, por Drive My Car;
  • Audrey Diwan, por Happening;
  • Paul Thomas Anderson, por Licorice Pizza;
  • Jane Campion, por Ataque dos Cães;
  • Julia Ducournau, por Titane.

 

Melhor roteiro original:

  • Aaron Sorkin, por Apresentando os Ricardos;
  • Kenneth Branagh, por Belfast;
  • Adam McKay, por Não Olhe para Cima;
  • Zach Baylin, por King Richard: Criando Campeãs;
  • Paul Thomas Anderson, por Licorice Pizza.

 

Melhor roteiro adaptado:

  • Siân Heder, por No Ritmo do Coração;
  • Ryûsuke Hamaguchi, por Drive My Car;
  • Eric Roth, Jon Spaihts e Denis Villeneuve, por Duna;
  • Maggie Gyllenhaal, por A Filha Perdida;
  • Jane Campion, por Ataque dos Cães.

 

Melhor atriz:

  • Lady Gaga, por Casa Gucci;
  • Alana Haim, por Licorice Pizza;
  • Emilia Jones, por No Ritmo do Coração;
  • Renate Reinsve, por A Pior Pessoa do Mundo;
  • Joanna Scanlan, por After Love;
  • Tessa Thompson, por Identidade.

 

Melhor ator:

  • Adeel Akhtar, por Ali & Ava;
  • Mahershala Ali, por Swan Song;
  • Benedict Cumberbatch, por Ataque dos Cães;
  • Leonardo Dicaprio, por Não Olhe para Cima;
  • Stephen Graham, por Boiling Point;
  • Will Smith, por King Richard: Criando Campeãs.

 

Melhor atriz coadjuvante:

  • Caitríona Balfe, por Belfast;
  • Jessie Buckley, por A Filha Perdida;
  • Ariana DeBose, por Amor, Sublime Amor;
  • Ann Dowd, por Mass;
  • Aunjanue Ellis, por King Richard: Criando Campeãs;
  • Ruth Negga, por Identidade.

 

Melhor ator coadjuvante:

  • Mike Faist, por Amor, Sublime Amor;
  • Ciarán Hinds, por Belfast;
  • Troy Kotsur, por No Ritmo do Coração;
  • Woody Norman, por C’mon C’mon;
  • Jesse Plemons, por Ataque dos Cães;
  • Kodi Smit-McPhee, por Ataque dos Cães.

 

Melhor trilha sonora original:

  • Daniel Pemberton, por Apresentando os Ricardos;
  • Nicholas Britell, por Não Olhe para Cima;
  • Hans Zimmer, por Duna;
  • Alexandre Desplat, por A Crônica Francesa;
  • Jonny Greenwood, por Ataque dos Cães.

 

Melhor direção de elenco:

  • Carolyn McLeod, por Boiling Point;
  • Francine Maisler, por Duna;
  • Massimo Appolloni e Annamaria Sambucco, por A Mão de Deus;
  • Rich Delia e Avy Kaufman, por King Richard: Criando Campeãs;
  • Cindy Tolan, por Amor, Sublime Amor.

 

Melhor fotografia:

  • Greig Fraser, por Duna;
  • Dan Laustsen, por O Beco do Pesadelo;
  • Linus Sandgren, por 007: Sem Tempo para Morrer;
  • Ari Wegner, por Ataque dos Cães;
  • Bruno Delbonnel, por The Tragedy of Macbeth.

 

Melhor montagem:

  • Úna Ní Dhonghaíle, por Belfast;
  • Joe Walker, por Duna;
  • Andy Jurgensen, por Licorice Pizza;
  • Tom Cross e Elliot Graham, por 007: Sem Tempo para Morrer;
  • Joshua L. Pearson, por Summer of Soul (…ou, Quando a Revolução Não Pode Ser Televisionada).

 

Melhor direção de arte:

  • Sarah Greenwood e Katie Spencer, por Cyrano;
  • Patrice Vermette e Zsuzsanna Sipos, por Duna;
  • Adam Stockhausen e Rena DeAngelo, por A Crônica Francesa;
  • Tamara Deverell e Shane Vieau, por O Beco do Pesadelo;
  • Adam Stockhausen e Rena DeAngelo, por Amor, Sublime Amor.

 

Melhor figurino:

  • Jenny Beavan, por Cruella;
  • Massimo Cantini Parrini, por Cyrano;
  • Jacqueline West e Robert Morgan, por Duna;
  • Milena Canonero, por A Crônica Francesa;
  • Luis Sequeira, por O Beco do Pesadelo.

 

Melhor cabelo e maquiagem:

  • Nadia Stacey e Naomi Donne, por Cruella;
  • Alessandro Bertolazzi e Siân Miller, por Cyrano;
  • Love Larson e Donald Mowat, por Duna;
  • Linda Dowds, Stephanie Ingram e Justin Raleigh, por Os Olhos de Tammy Faye;
  • Frederic Aspiras, Jane Carboni, Giuliano Mariana e Sarah Nicole Tanno, por Casa Gucci.

 

Melhor edição de som:

  • Mac Ruth, Mark Mangini, Doug Hemphill, Theo Green e Ron Bartlett, por Duna;
  • Colin Nicolson, Julian Slater, Tim Cavagin e Dan Morgan, por Noite Passada em Soho;
  • James Harrison, Simon Hayes, Paul Massey, Oliver Tarney e Mark Taylor, por 007: Sem Tempo para Morrer;
  • Erik Aadahl, Michael Barosky, Brandon Proctor e Ethan Van Der Ryn, por Um Lugar Silencioso: Parte II;
  • Brian Chumney, Tod Maitland, Andy Nelson e Gary Rydstrom, por Amor, Sublime Amor.

 

Melhores efeitos visuais:

  • Brian Connor, Paul Lambert, Tristan Myles e Gerd Nefzer, por Duna;
  • Swen Gillberg, Brian Grill, Nikos Kalaitzidis e Daniel Sudick, por Free Guy: Assumindo o Controle;
  • Aharon Bourland, Sheena Duggal, Pier Lefebvre e Alessandro Ongaro, por Ghostbusters: Mais Além;
  • Tom Debenham, Hew J Evans, Dan Glass e J. D. Schwaim, por Matrix Resurrections;
  • Mark Bokowski, Chris Corbould, Joel Green e Charlie Noble, por 007: Sem Tempo para Morrer.

 

Melhor curta animado britânico:

  • Affairs of the Art;
  • Do Not Feed the Pigeons;
  • Night of the Living Dread.

 

Melhor curta britânico:

  • The Black Cop;
  • Femme;
  • The Palace;
  • Stuffed;
  • Three Meetings of the Extraordinary Committee.

 

Melhor artista revelação:

  • Ariana Debose;
  • Harris Dickinson;
  • Lashana Lynch;
  • Millicent Simmonds;
  • Kodi Smit-McPhee.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Uma empresa criadora de conteúdos nerds e agora também um clube de assinatura.